Tokushare > Notícia > Análise > Série - Kamen Rider Drive: Um Rider que não Engrenou

Série - Kamen Rider Drive: Um Rider que não Engrenou

Por tuninhochan

Em 2014, assim que terminou Kamen Rider Gaim, me bateu a seguinte questão: “E agora? Como será o próximo Rider que virá? ”. Afinal de contas, após a fantástica história de Kouta Kazuraba e seus amigos, seria difícil o Rider sucessor suprir as expectativas e o alto nível deixado pelo Rider antecessor. E meus temores só vieram a se concretizar após alguns episódios de Kamen Rider Drive, o sucessor de Gaim. Drive foi a 25ª série da franquia Kamen Rider, estreou em 2014, teve 48 episódios (sendo o último apenas para apresentar o Kamen Rider Ghost, seu sucessor) e teve 4 filmes (um que ainda será lançado juntamente com Kamen Rider Ghost).

        

A história começa quando o mundo passou por uma crise após o Global Freeze, evento onde várias criaturas denominadas de Roidmudes quase destruíram o mundo causando uma desaceleração no tempo. Na época, eles foram atrapalhados por Proto Drive, um Rider misterioso (nem tão misterioso assim…) que surgiu para enfrentá-los. Alguns anos depois, os Roidmudes estão de volta e para combatê-los, a Polícia Metropolitana fundou a Divisão de Investigações Especiais que é liderada pelo divertidíssimo Capitão Jun Honganji (Tsurutaro Kataoka) e formada pelo especialista em computação Kyu Saijo (Kenta Hamano), o engraçadíssimo e determinado detetive com extrema dificuldades para dizer a palavra “roidmudes”, Genpachiro Otta (Taira Imata), a cientista Rinna Sawagami (Rei Yoshii), a lindíssima policial Kiriko Shijima (Rio Uchida) e pelo policial Shinnosuke Tomari (o sem sal Ryoma Takeuchi). Durante mais um ataque dos Roidmudes e mais um processo de desaceleração, Tomari é escolhido pelo Drive Driver e Tridoron para se tornar Kamen Rider Drive e combater a ameaça dos Roidmudes e proteger a população.

        

Kamen Rider Drive foi uma série mediana para fraca, contendo bons momentos e alternando com histórias muito leves e muitas vezes se perdendo na continuidade da trama central, que só veio a aparecer para valer lá para o meio da série. O elenco é muito bom, temos boas cenas de ação e os efeitos especiais são bem razoáveis. Vi muitas coisas que não me agradaram na série, começando pelo protagonista. Ryoma Takeuchi não é um ator ruim, porém faltou carisma ao personagem, na minha opinião. Seu Tomari não cativava. As formas de Drive eram muito feias, e a cada nova forma, achava uma mais feia do que a outra. Ele conseguiu ganhar no quesito de Kamen Rider mais feio que já vi, até mais do que Kamen Rider Stronger, que eu achava o mais esquisitinho até o momento. As formas, além de serem feias, não tinham muita utilidade após 2 ou 3 episódios, fazendo com que Tomari nem as usasse mais por um longo período de tempo. Nem mesmo a forma “Type Formula”, criada para homenagear Ayrton Senna, salvou. É esquisita, pouco funcional e esquisitinha, mas, ao menos valeu a homenagem.

             

Li uma ótima matéria sobre Drive no blog da Confraria, escrita pelo Marcos Souza (http://aconfr4ria.blogspot.com.br/2015/09/kamen-rider-drive-e-por-que-toei-falhou.html), e ele lembrou algo fundamental: antes da estreia de Kamen Rider Drive, a Toei prometeu um Rider que viria para revolucionar a franquia Rider. Falsa promessa, pois não vimos nada de diferente na série, a não ser a interação do Rider com o cinto, no caso, o Sr. Belt. Acho que isso contribuiu também para que se aumentasse tanto as expectativas na série, fora da que citei no começo da matéria de ser sucessora de Kamen Rider Gaim, e que frustrasse um pouco alguns fãs. Esperávamos muito de uma série que não cumpriu com as expectativas depositadas nela.

     

Outra coisa que não me agradou foram os vilões. O trio principal de Roidmudes formado pelo quase anti-herói Heart (Tomoya Warabino), a sem serventia Medic (Fumika Baba) e pelo Austin Powers Japonês, Brain (Shota Matsushima) não mostraram para o que vieram. Tá certo que Brain teve papel fundamental e protagonizou uma das cenas mais bonitas de Drive na reta final, mas não passou muito disso. Chase, interpretado por Taikou Katoono, começou bem, mas durante a série foi mudando seu jeito e perdendo o carisma, caindo no velho papel do ser-androide-robô-que-não-compreende-as-emoções-humanas. O mistério em volta de Chase foi muito fraco e óbvia a conclusão. Gold Drive poderia ter surgido bem antes na trama, daria uma bela movimentada nela.

          

Mas, nem tudo foi ruim em Drive. Como citei anteriormente, o elenco era bom, as cenas de ação eram boas, os efeitos razoáveis. Mas, preciso destacar quatro personagens que se sobressaíram sobre os demais, na minha opinião. O primeiro foi Go Shijima, o Kamen Rider Mach, irmão de Kiriko, interpretado por Yu Inaba. O visual de Mach lembra um pouco os Riders da Era Showa, por usar o característico cachecol em volta do pescoço. De cara, Go foi muito mais carismático do que Tomari, além de ter apresentado uma evolução pessoal absurda na série. Ele surge como um Rider metidão e boa vida, mas vai ganhando carga dramática forte e protagoniza os principais episódios envolvendo drama e decisões importantes para a trama. Protagonizou outra bela cena com Chase no fim da série. Foi disparado meu personagem predileto.

     

Outro destaque é para Tsurutaro Kataoka que fez o disertíssimo Capitão Jun Honganji. Além de servir como alívio cômico para a série, também foi fundamental para o desenrolar final da trama e serviu como uma espécie de mentor para Tomari e toda a equipe de Divisões Especiais. Mais um que foi grande alívio cômico e me fazia dar gargalhadas com as diversas tentativas em pronunciar “Roidmudes”, foi o detetive Genpachiro Otta interpretado por Taira Imata. Além de ser um alívio cômico, também era muito sério e determinado a acabar com os inimigos.

             

Agora, quem roubou a cena também foi Kisuke Iida interpretando o irritante e prepotente policial Mitsuhide Nira. Que personagem irritante! Nossa! E fundamental para toda a história e na própria formação de Tomari. Atuação fenomenal. A música tema da série, “Surprise-Drive” interpretada por Mitsuru Matsuoka, é muito boa e viciante. Fica na cabeça mesmo!

                  

Resumindo, Kamen Rider Drive foi realmente uma série que ficou devendo e poderia render muito mais e acabou não engrenando (hehehehehe, adoro essa piadinha com Drive), para mim. Mas, claro, que cada um é cada um e cada um tem seu gosto. Vi muitas pessoas que curtiram a série, assim como vi muitas que não gostaram. O melhor é cada um assistir e tirar suas próprias conclusões. Aqui mesmo no Tokushare temos a série completa (http://www.tokushare.com.br/seriadoHistorias/view/350). Acelerem tudo e confiram!!!

                 

Um grande abraço!

tuninhochan
Um eterno fã de Tokusatsus!
Comentários
tuninhochan - 28/12/2015 10:12:32
Estilobinladen, estou adorando Ghost! Está muito bom de se assistir, mas é questão de gosto pessoal mesmo. Pierrot, valeu irmão! Um grande abraço a todos!!!
Denuncia
pierrot - 19/12/2015 21:12:46
Acabei de terminar a série. Ele é o meu primeiro rider da era heisei que vejo, talvez por isso a minha critica seja boa. Particularmente gostei do Tomari, tirando a minha apreensão até quase o fim da série em ver ele terminando com a Kiriko, foi muito boa. Minhas criticas as formas ficam só pra technich que não acho que tenha a ver com carros: Speed, wild e Formula seguiram bem apresentando as categorias de modelo esportivo, offroad e formula 1. Gou era realmente o carisma em pessoa, só no meio da série que ele nos deixou encucado mas é por ver a transformação e crescimento do personagem. Quanto aos vilões, o mais fdp o Banno realmente era nefasto, fico só na crítica dele ser uma versão "shiny" do Drive. Não deixo de pensar que a Toei quis economizar no orçamento e não fez um vilão com identidade visual única. Outro também foi o Freeze que eu acho que não deveria ter aquele poder, e sim o lance cabeça tinha que ser do Brain, enfim... Para mim foi uma série muito boa e fui com a cara dos personagens. Verei os filmes posteriormente e tentarei continuar atualizando , apesar que eu ainda gosto mais da era showa. Ótima analise.
Denuncia
estilobinladen - 17/12/2015 23:12:57
Na minha opinião, eu adorei o Drive. A história teve várias reviravoltas e o visual da forma principal possui um design bastante exótico, diferente dos grandes olhos chamativos aos quais estamos acostumados. O fato dele não pilotar uma moto e sim dirigir um veículo é um diferencial e tanto. O Gou foi um baita personagem, o ator interpretou muito bom. Não gostei do Chase. Ele deveria ter sido um vilão melhor aproveitado. Ele virou a casaca, ok, mas convenhamos, teria sido mais interessante se ele mantivesse o visual do ceifador. A armadura do Rider Chase é horrível. Agora, o Ghost tá ruim de assistir, consegue ser pior que o Wizard.
Denuncia
tuninhochan - 17/12/2015 13:12:44
Então, kingminus000, é questão de opinião e gosto pessoal mesmo. Acho Gaim um dos melhores sim, mas nem por isso estou ofendendo quem curtiu Blade, Kuuga, Agito ou qualquer outro Rider por apenas achar Gaim melhor do que outros. Eu mesmo adoro Kuuga e Agito. Isso nada diminui as outras séries. E gishijima, acho que Gou foi mal compreendido por alguns tokufãs. Ele foi o personagem com maior carga dramática na série (muito superior a do próprio protagonista) e teve muito destaque, fora que com apenas 2 formas aparentava ter mais poder do que Drive com mais de 5 formas.
Denuncia
gishijima - 17/12/2015 12:12:20
Gostei demais de sua review sobre o Drive. E que bacana que eu não sou a única que preferiu o personagem Gou a Tomari Shinnosuke. Li em muitas reviews que não acharam o personagem do Inaba Yu interessante. Eu, pelo contrário, achei que, de todos os personagens foi um dos pesonagens mais importants para o desenvolvimento da trama. O Mach me cativou completamente, mesmo tendo que "receber uns puxões de orelha de vez em quando". Acima de tudo, o Gou mostrou um verdadeiro ser humano com falhas e qualidades. De longe o melhor personagem de Drive.
Denuncia
kingminus000 - 12/12/2015 10:12:13
Opiniao, opiniao ok, mas a evolução dos kamen riders não tem sido das melhores, o kamen rider gaim sem um proposito serio no visual deixou a desejar, dizer que ele e um dos melhores ofender a geração kuuga, agito, blade, rx e outros, o anterior driver não foi o melhor porem proporciona uma boa sencaçao em vista a outros.
Denuncia
tuninhochan - 28/10/2015 10:10:59
KamenGenesis, eu adorei Stronger! Já, X...... complicado.... acho que foi um dos piores tokusatsus que já assisti, até o momento.
Denuncia
KamenGenesis - 20/10/2015 15:10:33
Bom gosto de todas as series de Kamen Rider menos X,stronguer,hibiki,wizard e fourze em termos de historia pra min dos novos Blade e Gaim são as melhores sem duvida :)
Denuncia
tuninhochan - 16/10/2015 12:10:33
Haunter, acredito que os sentais que mereciam um hiato mais do que necessários! Os Riders nem acredito tanto assim... X é horroroso mesmo! Nossa! E Gabrielmanarte, opiniões e gostos são diferentes mesmo, cara. Não se chateie por isso. Eu acho Gaim muito bom mesmo, o Haunter acha médio. Não há problema nenhum. A parada é curtimos o que gostamos e respeitarmos sempre as opiniões alheias! Um grande abraço!
Denuncia
gabrielmanarte - 16/10/2015 11:10:28
Cara sério? Kabuto ótimo? Gaim médio? Fourze HORRÍVEL?
Denuncia
Haunter - 15/10/2015 08:10:55
Sou um grande fã dos Kamen Riders mais sinceramente eles deveriam até ficar em um hiato aí para que façam uma série mais elaborada, Blade, Kiva, den-O, kabuto e W são ótimos. Mais Wizard, Drive, Fourze meu Deus são horriveis. O gaim é médio. Histórias fracas, personagens que se preocupam mais em visual e cenas ridiculas. Acho que deveriam escolher atores mais velhos do que esses novatos horriveis, quando fizeram o blade os primeiros episódios foram escritos por um redator de doramas e o blade foi interessante estão fazendo o mesmo com o ghost espero que o resultado seja bom, para que novos Riders como X e fourze que beiram o ridiculo não sejam mais produzidos.
Denuncia
Execute o login para comentar a notícia!